advogado recém-formado

3 dificuldades que todo advogado recém-formado enfrenta

Todos nós sabemos que o início de carreira para um advogado recém-formado não é nada fácil. O mercado costuma concentrar um grande número de clientes em uma reduzida quantidade de escritórios, normalmente aqueles que já possuem reconhecimento. Por isso, fica muito difícil começar no ramo do zero.

Esse, no entanto, não é o único obstáculo para quem está dando os primeiros passos na profissão e busca uma oportunidade para adquirir experiência e mostrar o seu talento. Quer entender melhor quais são as dificuldades encontradas no início da carreira e como contorná-las? Então acompanhe nosso artigo!

1. Falta de experiência prática

Isto acontece com a maioria dos advogados recém-formados. Na maioria das vezes, toda a experiência prática que o profissional em início de carreira teve na faculdade foi o estágio obrigatório, que muitas vezes aborda só um ramo do Direito.

Por este motivo, é importante que o acadêmico busque desde cedo estágios complementares em escritórios de advocacia que atuem em várias áreas. É esta a melhor maneira de adquirir experiência e conhecimento sobre vários assuntos.

Por outro lado, é bem possível que, se você desenvolver um trabalho satisfatório como estagiário naquele escritório, seja convidado a fazer parte da sociedade de advogados.

2. Pouco ou nenhum networking

Networking é o nome que se dá à capacidade de construir uma rede de contatos. Este é um fator essencial para que um advogado se torne bem-sucedido em sua carreira. Afinal, com o reconhecimento, fica muito mais fácil conseguir ser contratado.

Por isso, há a possibilidade de aproveitar o estágio no escritório para aumentar a sua gama de contatos. Ofereça-se para atender o público, mostre curiosidade, pesquise e dê atenção aos clientes. Assim, você conseguirá fazer do seu nome referência de um bom profissional.

Uma boa dica é se tornar um advogado correspondente, função que permite ao recém-formado ingressar no mercado de trabalho. Além disso, quando o trabalho é exercido de forma satisfatória, haverá a consequente indicação do escritório para outros parceiros, e a ampliação do rol de clientes em potencial.

3. Falta de oportunidades para o advogado recém-formado

Iniciar a carreira de advogado é mais fácil quando já se faz parte de uma família que possui tradição do ramo ou quando você tem amigos que poderão indicá-lo para eventuais postos de trabalho em escritórios de advocacia.

Entretanto, esse não é o caso de boa parte dos advogados recém-formados. Alguns deles são, na verdade, o primeiro a exercer a profissão entre seus familiares, e não conhecem ninguém além dos colegas da universidade e dos professores no meio jurídico.

Diante dessas e de outras dificuldades enfrentadas ao  ingressar no mercado de trabalho, é importante que você não desanime. Busque sempre  aproveitar as oportunidades de trabalho que lhe são oferecidas para mostrar o seu potencial.

Além de se especializar, tenha cartões de visita sempre à mão e divulgue o seu trabalho por onde for. Estas são dicas que ajudarão o advogado recém-formado a encontrar mais facilmente um posto de trabalho.

Gostou desse artigo? Provavelmente ele também interesse aos seus amigos. Então, que tal compartilhar este post em suas redes sociais?

Commentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *