Networking na advocacia: veja como estabelecer uma rede de contatos

Se fazer conhecer no segmento jurídico é um grande desafio para qualquer profissional, mas, para os novatos, essa dificuldade é ainda maior. Como destacar um nome que está dando os primeiros passos na carreira?

Confira, neste artigo, como o networking na advocacia pode lhe dar credibilidade e abrir portas antes mesmo que você se aproxime da maçaneta.

Mantenha contato com quem te viu crescer

No período entre seu primeiro dia de aula e o resultado do exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), você passou por diversas mudanças, tanto como cidadão quanto como profissional. Para mostrar ao mercado esse desenvolvimento, você precisará de testemunhas. E elas são seus professores e colegas de classe.

Procure manter contato com seu orientador do TCC e demais professores que já atuam no segmento de seu interesse, para dar início à sua rede de contatos. Da mesma maneira, não perca de vista seus colegas de faculdade — especialmente aqueles com os quais você realizou projetos em conjunto.

Aproveite o estágio para acumular feedbacks positivos

Até agora, você estabeleceu laços com quem conhece sua desenvoltura em um ambiente estudantil, mas, e quanto ao autêntico mercado de trabalho? Esse é o tipo de experiência que só é possível adquirir em um estágio.

Organize os contatos daqueles que foram seus gestores, supervisores e colegas durante sua estreia na advocacia. São eles que poderão certificar o seu desempenho perante um futuro novo empregador.

Explore a internet e se faça presente

O networking na advocacia não se resume apenas a conhecimentos e relacionamentos construídos no passado. Com as redes sociais, você pode fazer isso no presente, para um número ainda maior de pessoas.

No Facebook, por exemplo, participe dos grupos que estejam ligados à sua área de interesse na advocacia. A mesma estratégia pode ser aplicada no LinkedIn, que é a rede social voltada para assuntos profissionais. Nela, você ainda tem a vantagem de oferecer e receber recomendações das pessoas que conheceu durante sua carreira.

Seja um correspondente jurídico

Para fazer com que seu trabalho seja conhecido Brasil afora, uma boa pedida é atuar como advogado correspondente. Nessa modalidade, além de expandir sua rede de contatos, você acumulará mais experiência e confiança no mercado de trabalho.

Um dos benefícios de ser um corresponde jurídico é aprender a lidar com as mais diferentes causas, se transformando em um profissional mais preparado e qualificado para garantir seu lugar na competitividade do universo jurídico.

Para quem está começando, tudo é mais difícil e trabalhoso. No entanto, com o tempo, o networking na advocacia oferece ao profissional uma recompensa condizente com seu empenho: uma reputação sólida no mercado de trabalho.

Por isso, não se deixe abater pelos obstáculos que aparecerem no caminho e aproveite todas as oportunidades que tiver para mostrar sempre o seu melhor. Quanto mais você se dedicar, maiores serão as chances de você se estabelecer com uma rede de contatos produtiva e duradoura.

O que achou do artigo de hoje? Preparado para ser um advogado renomado? Compartilhe conosco suas experiências e dúvidas nos comentários!

Commentários

comments

Um comentário em “Networking na advocacia: veja como estabelecer uma rede de contatos

  1. Muito bom o artigo, tenho muito medo de me formar e não conseguir trabalhar…
    Mas ainda estou no 4 ° semestre.
    Parabéns pelo artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *